Nota do Sindicato Rural de Campinas sobre protocolos de prevenção, vacinação, COVID-19 e ao Agronegócio.

O Sindicato Rural de Campinas, avaliando a evolução da pandemia no Brasil e na Região desde a nota publicada em março de 2020, que tinha como destaque a garantia de contenção do avanço da pandemia, através da adesão ao distanciamento social, evitar aglomerações e protocolos de higiene. As medidas não foram efetivamente atendidas, resultando nos números alarmantes presentes nas estatísticas, colocando o Brasil como o segundo maior país no número de óbitos. Por outro lado, em alguns momentos houve carência de uma visão holística entre saúde, economia e política, desta forma não encontrando a convergência necessária para que as ações fossem coordenadas e resultassem em maior eficácia no combate à pandemia.  O ano de 2021 que iniciou com boas perspectivas com o início da vacinação culminou no atraso para o atendimento das demandas existentes da população, prorrogando o cenário negativo acima citado. Acreditamos que dada a urgência da vacinação no Brasil é imperioso que os gestores públicos nos níveis Federal, Estadual e Municipal atuem organizando, interagindo e dando celeridade na aquisição, disponibilização, armazenamento e aplicação das vacinas, que já demonstraram SEGURANÇA e EFICÁCIA, gerando impacto progressivo para salvar milhares de vidas de brasileiros. Em relação ao agronegócio, tivemos neste período o reconhecimento da sociedade da importância do nosso papel na produção e abastecimento de alimentos, onde citamos os principais agentes como produtores rurais, sindicatos rurais, técnicos, trabalhadores, colhedores, armazenadores, transportadores, comerciantes, segmentos que não paralisaram suas atividades, mesmo muitas vezes colocando suas vidas em risco, para atender a sublime missão de suprir com alimentos a mesa das famílias brasileiras. 
É notório o papel do Agro neste cenário em relação à economia, considerando a manutenção da sua expressiva participação no PIB, saldo da balança comercial e a geração de empregos. Enfim, recomendamos e reforçamos as medidas já comprovadamente efetivas na prevenção da COVID-19, tais como:
•    Uso de máscaras;
•    Distanciamento físico de pelo menos 1,5 metro;
•    Higienização frequente das mãos com água e sabão ou álcool 70%;
•    Evitar aglomerações;
•    Permanecer em isolamento respiratório domiciliar, desde o 1º dia de sintomas suspeitos de COVID-19. Procurar atenção médica para o diagnóstico correto e seguir a orientação recebida e apropriada para cada caso em sua individualidade. Não se automedicar;
•    Manter os ambientes arejados e ventilados.
Com o controle da pandemia, teremos a perspectiva de enfrentar com melhores resultados as graves consequências sociais que esta devastadora pandemia está causando ao Brasil, inclusive retomando a vida produtiva da população, o crescimento econômico, gerando empregos e construindo um futuro de progresso coletivo.

Campinas, 17 de Março de 2021.
 
A Diretoria.

Sindicato Rural de Campinas

 

Fonte: Sindicato Rural de Mogi Mirim

Fotos

Atendimento via Whatsapp